Óleo no motor

É surpreendente o sistema de óleo do motor do seu carro, pois ao ligar o veículo isto exige que o motor fique bastante lubrificado e para seu maior desempenho, ter um óleo específico é essencial para o uso.
Você vai ver aqui como é feito esse tipo de óleo e como ele age dentro do motor e câmbio e também sobre vazamento, saberá trocar e como diagnosticar se está muito usado...


A função do óleo no motor não consiste apenas em reduzir o atrito e o desgaste dos
pistões, apoios e outras peças móveis, mas também em evitar o escapamento dos
gases quentes a alta pressão, dissipar o calor da zonas quentes para o ar, através
do Carter, diminuir a corrosão e absorver alguns dos resíduos nocivos da
combustão.
http://sistemasautomotivos.blogspot.com/2009/01/sistema-de-lubrificao.html


CLASSIFICAÇÃO DOS ÓLEOS
Os mais comuns hoje no mercado são SF, SG, SH e SJ. Quanto mais alta a classificação, maior o poder de limpeza e proteção. Um SJ, portanto, é melhor que um SH, que é melhor que um SG e assim por diante. Se o manual recomendar o SH, você pode trocar pelo SJ, mas nunca pode optar por um de especificação inferior. Empregar um óleo de categoria mais avançada só traz benefícios ao motor do carro, que trabalhará com melhores índices de lubrificação e terá menores chances de problemas, como formação de borra nos dutos. Para motores a diesel, a lógica é a mesma, mas a nomenclatura é diferente. Os óleos mais comuns são CD, CE, CF-4, CG-4 e CH-4, sendo este último o mais moderno. Logo por este critério, deduz-se que colocar aditivos oferecidos pelo frentista é apenas desperdício de dinheiro.
http://r19club.com/catalogos/classificacao-dos-oleos-lubrificantes-parte-2/