GM planeja lançar crossover híbrido em 2011

Grupo nega que venda da Saturn afete planos de tecnologia sustentável


Luiz Fernando Betti

A possível venda da Saturn à Penske ou à Kia, ao mesmo tempo que sinaliza um alívio às finanças da GM, pode representar uma redução de 25% nas vendas de carros híbridos do grupo, uma vez que a subsidiária oferece modelos híbridos como o Vue (por aqui conhecido como Captiva) – cuja versão elétrica está prevista para ser lançada no próximo ano – e o Aura.

Refutando os boatos de que a tecnologia poderia acompanhar a saída da Saturn, o vice-presidente da GM, Tom Stephens, revelou à Reuters que os investimentos em carros híbridos irão continuar mesmo após a venda da subsidiária. O vice-presidente disse ainda que o know-how usado no futuro Vue elétrico deverá ser aplicado pela GM em outros modelos da marca em 2011.

Possíveis candidatos a receber a tecnologia são o Chevrolet Equinox e o GMC Terrain, SUVs compactos que compartilham de plataforma semelhante ao Vue. “A tecnologia não irá embora com a Saturn. Iremos inicialmente analisar a nossa frota de veículos e, posteriormente, ver em qual modelo investiremos o projeto", completou Stephens.